Robinson dedica diploma ao povo, diz não temer desafios e que está pronto para governar o RN

19
DEZ

0

Ao discursar na solenidade de diplomação, o governador eleito Robinson Faria, agora diplomado, lembrou que há três anos era candidato de si mesmo, lembrando que começou sozinho a sua caminhada rumo à campanha eleitoral de 2014. Robinson destacou ainda a importância da família e do apoio da esposa, Julianne Faria. Fez um agradecimento especial ao filho Fábio Faria. Foi ao lado da mulher e dos filhos que Robinson Faria subiu ao palco do Centro de Convenções para receber o diploma de governador do Rio Grande do Norte.

O governador eleito e diplomado agradeceu nominalmente a vários colaboradores da campanha e fez agradecimentos especiais ao Partido dos Trabalhadores, a Fábio Dantas e ao PC do B, ao PP do deputado Betinho Rosado.

Na parte final do seu discurso, que encerrou a solenidade de diplomação, Robinson afirma se sentir orgulhoso de ter o governador mais votado da história do Estado e que fará um governo compromissado com os últimos, um governo que tem alma, solidariedade, foco e amor pelas pessoas.

Afirmou ainda que é necessário encerrar as disputas partidárias e que é hora de todos abraçarem a bandeira do Estado e firmar um pacto em torno das causas do Rio Grande do Norte. Disse que o seu diploma de governador pertence àqueles que nem convidados foram para a solenidade de diplomação e que são símbolos de resistência, ousadia, fé e esperança.

O governador que toma posse em 1 de janeiro disse não temer desafios e que está pronto para governar o Estado.

Fonte: Blog do BG 

Festival Pratodomundo escolhe o melhor petisco de boteco em 2014

19
DEZ

0

A 11ª edição festival gastronômico do Beco da Lama – Pratodomundo – demorou só para aumentar sua fome. Tradicional no Centro Histórico, a festa gastronômica mais antiga do Rio Grande do Norte vem com tudo que tem direito: petiscos a preços populares, cerveja gelada, papo-furado, um cafezinho e a conta. O festival acontece de 13 a 20 de dezembro, a partir das 11h, em 7 botequins da Cidade Alta. O Pratodomundo é uma realização da Sociedade dos Amigos do Beco da Lama e Adjacências (Samba) e tem o apoio da Prefeitura de Natal, do Sebrae e do Sindicato dos Bancários.

Confirmaram presença o Bar do Pedrinho, Bar Fim de Noite, Bardallos, Bar do Zé Reeira, Encontro dos Boêmios, Bar do Coelho e Bar Inverno Verão. Os bares concorrem entre si ao melhor petisco de 2014. Os pratos, por exigência do regulamento, serão vendidos no máximo a 10 reais.
A programação cultural também vai matar a fome e a sede de muita gente. Dia 13 de dezembro, sábado, em frente ao Bardallos, Moisés de Lima e Giancarlo Vieira fazem o show com um repertório baseado em clássicos do lado A e do lado B dos anos 60 e 70. Já no dia 20, saideira do Pratodomundo, no tradicional Beco da Lama, altura do bar Encontro dos Boêmios, o cantor e compositor Irahn Barreto apresenta o show mais aclamado do ano dedicado a ninguém menos que Sérgio Sampaio.
Recadastramento
Como faz em todos os eventos da entidade, a Samba vai continuar recadastrando novos sócios no Pratodomundo. A ação é pioneira na história do Beco da Lama por democratizar o acesso, além de aumentar a transparência em relação às informações divulgadas sobre a sociedade dos amigos do Beco. As fichas de cadastro estarão à disposição de todos e todas nos bares que concorrem este ano ao festival ou com os diretores da Samba durante o evento.
Programação
XI Pratodomundo
13 a 20 de dezembro de 2014
A partir das 11h
Petiscos inscritos custarão 10 reais
Música

Dia 13/12 (sábado)
Local: Bardallos (rua Gonçalves Lêdo)
Hora: 18h
Shows:
Danilo D´Sales e Banda
Duo Moisés de Lima e Jean Karlo
Dia 20/12 (sábado)
Local: Beco da Lama (rua dr. José Ivo)
Hora: 19h
Show:
Irhan Barreto canta Sérgio Sampaio

Fonte: Portal No Ar

Hotelaria em cidades sedes da Copa terá 2015 difícil

19
DEZ

0

A hotelaria terá um 2015 difícil, com níveis de ocupação caindo para até 40%, queda do faturamento e perda da rentabilidade em metade das capitais que hospedaram os jogos da Copa do Mundo.

O cenário é resultado da construção de dezenas de hotéis, projetados quando o país vivia um bom momento econômico, mas inaugurados em anos de baixo crescimento.

A análise é de estudo feito pelo FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil), com a assessoria Hotel Invest e o Senac.

De acordo com o documento, Belo Horizonte, Cuiabá, Manaus, Porto Alegre, Brasília e Salvador devem apresentar os maiores problemas.

Isso porque a oferta de quartos nessas cidades em 2015 deve ultrapassar em muito a demanda prevista.

Segundo o presidente do FOHB, Roberto Rotter, o crescimento econômico em 2010 e 2011, quando os projetos foram pensados, levaram empresários a acreditar que a oferta seria ocupada.

A expectativa de projeção turística durante a Copa também animou as previsões.

No entanto, para o vice-presidente da Abih (associação da indústria hoteleira), Nerleo Caus, algumas construtoras e operadoras agiram de forma predatória, sem fazer estudos de viabilidade.

“As construtoras queriam alavancar o negócio, mas não tinham compromisso com o serviço prestado depois.”

Inaugurações
Em 2010, a previsão era de 9.000 novos quartos nas cidades-sede até o evento. Segundo o FOHB, além dos 7.000 quartos inaugurados nos últimos dois anos, mais 19 mil devem ficar disponíveis até o fim de 2015, quando há expectativa de ajuste fiscal e estagnação da economia.

Segundo Rotter, a concentração de inaugurações no ano seguinte ao da Copa do Mundo foi causada por atrasos nas obras.

O caso mais problemático é o da capital mineira. Até o fim de 2015, 14 empreendimentos serão abertos. A cidade foi a que mais inaugurou hotéis, motivados por uma lei municipal que deu isenção fiscal a investimentos ligados ao evento esportivo.

A taxa de ocupação prevista para o próximo ano é de 41% em Belo Horizonte, nível em que os hotéis precisam cortar despesas, controlando contratações e demitindo.

“Estamos muito preocupados. Os hoteleiros começaram a conversar e a informar a ocupação para evitar uma guerra da tarifas baixas”, diz a presidente da Abih-MG, Patrícia Coutinho.

Fonte: Folha de São Paulo  

Hotelaria em cidades sedes da Copa terá 2015 difícil

leia a notícia na íntegra

“Este ano foi difícil para bares e restaurantes e 2015 será tenso”

leia a notícia na íntegra
leia mais notícias